Jaicar
Dirigir com sono

Sono e fadiga ao dirigir

Dirigir com sono e fadiga em muitos países são a primeira causa de morte por acidente de trânsito, e também por falta de descanso ou devido à sonolência diurna que a “síndrome de apneia-hipopneia do sono” produz. A maioria dos acidentes de trânsito são provocados pela conjunção de vários fatores, entre os que se destacam dirigir sob os efeitos do álcool, a fadiga, a velocidade inadequada para as circunstâncias do trânsito e a distração.

No Brasil cerca de 25-30% das colisões de automóveis são resultado da fadiga do condutor. A fadiga diminui a capacidade de atenção, favorece os equívocos ao executar as manobras e obriga a assumir mais riscos. Sabe-se que cerca de 40% dos motoristas não descansam nas viagens após três ou mais horas ao volante.

Dirigir com sono

A fadiga é o resultado final de variadas circunstâncias como sono, excesso de trabalho, uso de medicamentos, estresse, alterações nas horas de trabalho. O sono está entre as cinco primeiras causas de acidentes com vítimas. Esse problema aumenta com refeições pesadas, roupa inadequada, calor excessivo e luz do horário do meio do dia, grande número de horas dirigindo ou trabalhando, rotina ao realizar muitas vezes o mesmo itinerário, monotonia das grandes retas.

Atualmente a juventude priva-se de muitas horas de sono, dado que no fim-de-semana pode passar uma noite sem dormir e descansar no dia seguinte. Esta situação provoca perda da estabilidade no ciclo de sono-vigília, com repercussões físicas e anímicas graves nos dias posteriores enquanto o jovem está desperto, com risco de acidente de trânsito.

O sono insuficiente provoca alterações neurocognitivas, como sonolência diurna excessiva, humor alterado e um maior risco de acidentes de trabalho e de trânsito.

As pessoas com “insônia crônica” provocam, em média, duas vezes mais acidentes do que as que dormem bem. Se a isso se acrescentar uma refeição farta ou excesso de trabalho, o problema se agrava.

A sonolência implica um fator de risco de suma importância, e a maior parte das causas que a originam são susceptíveis de prevenção.

O motorista deverá estar sempre preparado para responder corretamente perante um imprevisto ou uma situação que possa ser “limite” e que com os distúrbios do sono não lhe será possível.

Dirigir com sono

5 Recomendações para conseguir um bom sono:

  • Fazer exercício regular e moderado.
  • Estabelecer horários de sono sem sonecas.
  • Evitar os jantares pesados, o café, as bebidas estimulantes e o tabaco.
  • Vigiar as condições de luz, temperatura e barulho do quarto.
  • Evitar trabalhar ou ver televisão na cama.

Comentários

Deixe uma resposta