Jaicar
Enchente

Enchente não tem hora, mas pode ter solução.

O conselho unânime entre os especialistas em reparação de veículos e basicamente todos os profissionais do setor automotivo é simples: enchente não tem hora e se no seu caminho correr risco de alagamento, não use o carro. Se a água passar da metade do pneu o risco de ocorrer um calço hidráulico (entrada de água nas câmaras de combustão do motor)  é grande sem falar na dificuldade na visibilidade do condutor com a  chance de não conseguir identificar os buracos na via.
O volume de água não ultrapassou o centro da roda? Separamos 2 dicas importantes para evitar os danos durante seu percurso:Enchente

A primeira tarefa é manter o giro do motor estável, preferencialmente em 2.500 rpm, dirigindo em baixa velocidade em primeira marcha. Isso diminui a variação do nível da enchente de respingar no motor, dificultando a admissão indevida de água, que pode danificar componentes vitais para o carro. Para quem tem carros automáticos, a dica é deixar o câmbio na posição “1” ou “L”, caso não haja opções de trocas manuais, pois assim a central vai manter a marcha constante.

A segunda, é desligar o ar-condicionado isso previne que o sistema sugue água da enchente na tomada de ar do motor, o que poderia provocar o calço hidráulico afetando pistões, bielas e virabrequim. Se por ventura o veículo “morrer”, jamais tente forçar sua partida. Isto poderia agravar ainda mais os danos que causaram a parada abrupta do propulsor.

Gostou dessa informação? Compartilhe nas suas redes sociais. Deixe aqui a sua opinião!

Comentários

Deixe uma resposta